Your browser doesn't support javascript.

SciELO Livros

SciELO Livros

Home > Pesquisa > (2.006)
Imprimir Exportar

Formato de exportação:



Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Esta página Sua seleção Todas as referências (max. 300)
|
Resultados 1 - 20 de 2.006
1.

Dinâmica do relevo: quantificação de processos formadores

(eISBN:9786557145234)
Organizador(es): Hackspacher, Peter Christian
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2011
Sinopse: Nesta obra organizada por Peter Christian Hackspacher, estão reunidos especialistas para analisar, de modo geral e sucinto, alguns importantes assuntos relacionados à Geologia estrutural, à Geomorfologia e à Estratigrafia: os conceitos de calor e de transporte na crosta terrestre; a aplicação de mode­los numéricos termais na Geomorfologia; a evolução do relevo a partir da relação entre tectônica e sedimentação; os fatores exógenos de elaboração do relevo; a evolução do relevo a partir de escarpas e as antigas superfícies geomórficas; os métodos termocronológicos. Um livro original, que trata o tema de modo o mais próximo possível da realidade nacional e demonstra como a evolução do relevo implica diretamente uma diversidade de consequências quanto à forma e ao uso da terra. Uma importante contribuição para o meio acadêmico e científico sobre a dinâmica do relevo.
2.

Cartas e escrita: práticas culturais, linguagem e tessitura da amizade

(eISBN:9786557145180)
Autor(es): Camargo, Maria Rosa Rodrigues Martins de
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2011
Sinopse: Neste livro – apoiando-se em cartas escritas por grandes nomes da literatura brasileira, como as de Mário de Andrade a Manuel Bandeira e Carlos Drummond de Andrade, as de Anita Malfatti, de Portinari, de Fernando Sabino e de tantos outros -, Maria Rosa de Camargo nos oferece um belo estudo sobre a prática epistolar de pessoas comuns que, em tese, não representariam lugares sociais de importância na história de uma nação. A autora faz uma bela análise sobre como essas pessoas per­cebem a “ideologia do cotidiano” e, muito além disso, registram “vestígios de sua versão do mundo e da cultura”. Ao adentrar nas relações sociais e nas artimanhas da escrita de cartas pes­soais, esta obra revela competência ao persuadir e envolver o leitor com uma análise que transita entre o fazer científico e a criação literária, oferecendo-nos um texto exemplar, valorado sobretudo por sua notável elegância e simplicidade.
3.

As teorias das guerras preventivas e as relações internacionais

(eISBN:9786557145173)
Autor(es): Palacios Junior, Alberto Montoya Correa
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2011
Sinopse: Nos dias atuais, a agressão militar vem sendo reeditada fre­quentemente em todos os continentes. Sob a máscara da “defesa preventiva”, são realizadas expedições punitivas, derrubadas de governos e outros tipos de ingerência na soberania nacional dos países. A defesa da democracia, a defesa do livre mercado, a defesa da livre manifestação da cidadania ante o Estado opressor, a defesa da segurança nacional e até a defesa de algum deus já soaram como escusa para a “guerra preventiva”. Neste livro, Alberto Montoya Correa Palacios Junior retorna aos textos clássicos da filosofia política para analisar as diferentes doutrinas sobre “guerra preventiva”. O resultado desse esforço intelectual é uma análise madura e profunda sobre um tema muito atual, cuja gênese é mostrada na história do pensamento das Relações Internacionais sob o prisma das considerações políticas, jurídicas e éticas que envolvem a questão.
4.

Erotismo e religiosidade: romances de Antônio da Fonseca Soares sobre mulheres

(eISBN:9786557145135)
Organizador(es): Moraes, Carlos Eduardo Mendes de
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2013
Sinopse: Conjunto de estudos produzido por pesquisadores da área de Letras, este livro trata da obra de um curioso personagem, Antônio da Fonseca Soares, autor português do século XVIII. A singularidade do poeta e orador está no fato dele ter produzido uma obra vasta, parte composta por poemas eróticos, satíricos e lírico-amorosos, assinada por Antônio da Fonseca Soares, e parte relativa a uma oratória fervorosamente religiosa, assinada por Frei Antônio das Chagas, nome sob o qual se tornou mais conhecido. O segundo personagem emerge após a conversão do poeta à vida monástica. Essa escolha motivou o poeta, que havia se exilado voluntariamente no Brasil, a escrever uma carta a Dom Francisco de Sousa pedindo para voltar a Portugal na condição de religioso, tornando-se esse documento essencial para se compreender sua conversão. Ao mesmo tempo, a própria escolha do poeta como objeto de estudo deu-se por um “acidente de percurso” durante a elaboração de um guia biográfico e bibliográfico de cerca de duas centenas e meia de autores que assinaram trabalhos nas academias brasílicas da Bahia nos anos de 1724 e 1759. Constatou-se, então, que o nome de Antônio da Fonseca Soares não constava em nenhuma daquelas associações. Mesmo assim, optou-se pela inclusão de 104 de suas produções, em mais de três centenas, que se encontram arquivadas na Biblioteca Geral de Universidade de Coimbra, em Portugal. Os estudos abordam diversas questões sobre o poeta e religioso português e seus escritos, como a relação entre suas identidades e a forma como representou a mulher em sua obra.
5.

Olhares sobre o adoecimento crônico: representações e práticas de cuidado às pessoas com doença falciforme

(eISBN:9788555921124)
Organizador(es): Carvalho, Evanilda Souza de Santana; Xavier, Aline Silva Gomes
Editora: UEFS Editora
Idioma(s): Português
Ano: 2017
Sinopse: O foco deste estudo é a doença falciforme, à luz das histórias de pessoas portadoras dessa patologia. Em 21 capítulos, os autores investigam e analisam as repercussões da doença, tanto as resultantes do corpo em transformação e adaptação contínua, com grande sofrimento físico, quanto as provenientes da invisibilidade dos sintomas. A medicina já conhece há mais de um século a doença falciforme, que se caracteriza por uma alteração anatômica nos glóbulos vermelhos. Com isso, fica prejudicado o transporte de oxigênio. Daí a anemia. Crises de dores são causadas pela obstrução do fluxo sanguíneo. A importância deste livro reside nas informações que presta a respeito dessa doença, o que constitui uma ajuda valiosa aos pacientes, familiares, prestadores de serviços e cuidados.
6.

Hilda Hilst e o seu pendulear

(eISBN:9786557145128)
Autor(es): Reguera, Nilze Maria de Azeredo
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2013
Sinopse: Nilze Maria de Azeredo Reguera tenta decifrar criticamente uma das obras mais densas e radicais da escritora paulista Hilda Hilst, os cinco textos em prosa reunidos no livro Fluxo-floema, publicado pela primeira vez em 1970. A autora parte do princípio de que o livro delineia um movimento de oscilação da artista, que tanto colocaria em cena quanto a problematizaria a tradição modernista de que ela foi herdeira, por meio de um questionamento implacável das utopias e do lugar que supostamente caberia ao artista ocupar no final do século 20, em um contexto de opressão. A leitura de cada um dos cinco textos de Fluxo-floema é feita a partir da observação atenta dos procedimentos técnicos empregados por Hilst, sobretudo o de alegorização, em uma abordagem que vai paulatinamente desmontando e reorganizando os textos, nos quais a linguagem é levada ao paroxismo da expressão inclusive a fim de celebrar ritualmente a multiplicidade espiritual e sensorial do ser humano. A pesquisadora também procura situar os cinco textos dentro do conjunto da produção hilstiana, já que Fluxo-floema é um livro que dialogaria com várias outras obras da escritora. Dessa forma, Reguera obtém significados inusitados e atuais tanto do livro em questão quanto de outros trabalhos de Hilst.
7.

O que os pares de Teletandem (não) negociam: práticas para um novo contexto online interativo para o ensino/aprendizagem de línguas estrangeiras no século XXI

(eISBN:9788539304165)
Autor(es): Garcia, Daniela Nogueira de Moraes
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2013
Sinopse: A questão abordada neste livro é como proporcionar ao estudante brasileiro de uma língua estrangeira contato autêntico com falantes dessa língua. Para a autora, a solução está no uso das tecnologias de informação, que estão se tornando cada vez mais acessíveis – hoje, um aluno brasileiro pode conversar com pessoas de praticamente qualquer lugar do mundo via internet, ao custo de uma fração do preço de uma chamada local de telefone. O livro detalha um projeto que vem se consolidando no Brasil e que já é bastante conhecido no exterior: o “Projeto Teletandem: línguas estrangeiras para todos”, que coloca alunos universitários brasileiros desejosos de aprender uma língua estrangeira em contato com universitários de outros países que estão aprendendo português. A modalidade Tandem nasceu na Alemanha no final dos anos 1960 e há décadas é utilizado em vários países da Europa. Segundo a autora, o complicador no Brasil é a distância geográfica e cultural de outros povos e línguas e também os obstáculos técnicos e financeiros para o estabelecimento de um intercâmbio realmente eficiente e frutuoso. O livro oferece subsídios para contornar essas dificuldades e auxiliar as práticas pedagógicas desenvolvidas nas aulas de línguas baseadas nas parcerias de teletandem.
8.

A educação musical em cursos de pedagogia do estado de São Paulo

(eISBN:9786557144770)
Autor(es): Henriques, Wasti Silvério Ciszevski
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2013
Sinopse: Poucos cursos paulistas oferecem a disciplina Música em sua grade curricular, embora os documentos nacionais para o curso de Pedagogia apontem pra a inserção de disciplinas artísticas em seu currículo, pois seu “núcleo de estudos básicos” considera “Artes” como um de seus componentes. Esta obra pretende apresentar aspectos referentes à situação do ensino musical em cursos de Pedagogia paulistas, de modo a contribuir com dados específicos às grandes questões ligadas à implantação da Música na educação básica, temática bastante relevante no momento em que o Brasil se encontra, destacando-se, em especial, a questão do conhecimento em música e o papel da música no currículo da escola regular e nos cursos de formação acadêmico-profissional de professores.
9.

O X de Malcolm e a questão racial norte-americana

(eISBN:9786557144916)
Autor(es): Rodrigues, Vladimir Miguel
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2013
Sinopse: Esta obra aborda duas formas de representação da história de Malcolm Little (1925–1965) ou Al Hajj Malik Al-Shabazz, conhecido como Malcolm X. O autor compara duas biografias do ativista – o livro Autobiografia de Malcolm X, de 1965, do escritor e jornalista Alex Haley, e Malcolm X, filme de 1992 dirigido por Spike Lee –, apontando as aproximações e distanciamentos entre as produções literária e cinematográfica. Segundo o autor, ambas as biografias, criadas em um intervalo de quase 30 anos, construíram um Malcolm X como personagem heróico, o que resultaria da omissão por parte dos autores de passagens da vida do ativista e também acerca das influências ideológicas e dos diferentes momentos históricos em que as obras foram produzidas. Um dos protagonistas na luta contra a discriminação e o racismo em relação aos afrodescendentes nos Estados Unidos, Malcom X, convertido ao islamismo, percorreu uma trajetória política entre o radicalismo e a moderação. Em sua busca pela igualdade de direitos na sociedade norte-americana, enfrentou forte reação de conservadores defensores da supremacia branca e sofreu resistência, ainda, de grupos de líderes afrodescendentes rivais. Assim como Martin Luther King Jr., Malcolm X morreu assassinado, e deixou um legado, cujo último resultado foi a eleição do primeiro presidente negro dos Estados Unidos.
10.

A constituição da subjetividade feminina em Alfonsina Storni: uma voz gritante na América

(eISBN:9786557144879)
Autor(es): Rocha, Nildicéia Aparecida
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2013
Sinopse: As vozes literárias em prosa e verso e as atitudes “femininas/feministas” da escritora Alfonsina Storni (1892 – 1938), que nasceu na Suíça e passou a viver na Argentina a partir dos quatro anos, são consideradas referências na América Latina. Mas sua obra Poemas de amor (1926), foco deste estudo, constituída de poemas em prosa, tem sido praticamente ignorada pela crítica e pouco analisada. De acordo com Nildicéia Aparecida Rocha, a escritora revela posições aparentemente contraditórias em relação à mulher naquele livro, transitando entre a visão tradicionalista e/ou a visão contestatória a partir da condição de feminista. Sua identidade “feminina/feminista” seria construída, assim, em meio a certa contradição da representação da mulher no início do século 20, a qual aparece tanto na poeticidade dos textos quanto nos aspectos de narração e argumentação e nos jogos de diálogo entre o eu e o tu poéticos e o leitor. Nesta obra, a autora aborda ainda temas como a produção literária argentina das quatro décadas iniciais dos anos 1900 e o lugar da mulher na literatura hispano-americana da época, desenvolve uma breve biografia de Storni e mostra como foi a recepção crítica à sua obra. A segunda, mais teórico-analítica, Rocha discute, entre outras questões, conceitos como literatura e linguagem poética, diferenças e semelhanças entre poesia e prosa e sua relação com o poema em prosa e as marcas dialógicas que compõem os poemas de amor. Por fim, trata da construção da subjetividade “feminina/feminista” em Alfonsina Storni, percorre a formação histórica da crítica literária feminista e analisa seus poemas em prosa à luz dessa crítica.
11.

Transfigurações de Axel: leituras de teatro moderno em Portugal

(eISBN:9786557144756)
Autor(es): Junqueira, Renata Soares
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2013
Sinopse: Quando, no fim do século 19, a forma dramática baseada no diálogo e nas ações decorrentes de relações intersubjetivas entra em crise pela incapacidade de expressar a situação do sujeito no contexto social, o foco da dramaturgia volta-se para o sujeito isolado e introvertido. Essa forma de representação viria a caracterizar não apenas o teatro, mas a arte moderna em geral. Esse sujeito, transformado em “coisa”, peça da engrenagem industrial, ao poucos vai perdendo a capacidade de diálogo e vê sua vontade de agir cerceada pelo sistema socioeconômico decorrente do avanço do capitalismo industrial. Com a rarefação do diálogo o drama sobreviveria transformando-se. Daí, o teatro moderno ser povoado de personagens introvertidas e autocentradas, mais afeitas ao monólogo. Neste livro aautora busca entender o teatro moderno a partir de personagens que carregam essas características – o protagonista do drama homônimo de Auguste Villiers de l’Isle-Adam (1838–1889), o misantropo radical Axel, que renuncia à vida para não ver frustrados os seus sonhos; e o ícone do homem atual, ou seja, o homem solitário e oprimido pelo mundo circundante, figurado em O grito (1893), quadro do pintor norueguês Edvard Munch (1863–1944). No decorrer da obra ela aborda criações que compõem a história do moderno teatro português entre o fim do século 19 e as primeiras décadas do 20. Entre os autores analisados, estão Eugénio de Castro, Manuel Teixeira-Gomes, Mário de Sá-Carneiro, Fernando Pessoa, António Patrício, Raul Brandão e Branquinho da Fonseca.
12.

A cavalaria do mar: a guerra da expansão imperial portuguesa – séculos XV e XVI

(eISBN:9786589524892)
Autor(es): Freire, Wellington
Editora: UEFS Editora
Idioma(s): Português
Ano: 2022
Sinopse: A questão central, aquela que move o andamento do livro que ora o leitor tem em mãos é: qual a doutrina militar adotada pela arma militar terrestre portuguesa ao longo do processo expansionismo e conquista territorial que se estendeu pelos séculos XV e XVI? Dito de outra forma: como lutaram as tropas lusitanas durante as operações empreendidas em três continentes durante o período de conquista do seu império marítimo? A hipótese formulada é a de que ao longo da expansão imperial portuguesa, que se desdobrou por operações militales em três continentes, as tropas lusitanas lutaram animadas por um anacrônico espírito de cavalaria. Pleiteia-se que o princiapal componente tático-estratégico das ações ofensivas e defensivas da força militar terrestre e naval portuguesa foi o da persitência de um imaginário cavaleiresco. De um ponto de vista estritamente militar, a expansão imperial foi uma espécie de incursão da cavalaria do mar.
13.

Dois séculos de dívida pública: a história do endividamento público brasileiro e seus efeitos sobre o crescimento econômico (1822-2004)

(eISBN:9786557145241)
Autor(es): Ziliotto, Guilherme Antonio
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2011
Sinopse: Na história do Estado brasileiro, o papel da dívida pública, a inten­sidade de seu uso e seus efeitos sobre a economia variaram muito. Em vários momentos, o endividamento público foi utilizado ampla­mente como forma de financiamento de projetos estatais; outras vezes, a dívida pública assumiu um caráter tão vultoso que passou a ser acusada de ser mais maléfica do que benéfica à economia; e em outros períodos, foi praticamente relegada ao esquecimento. Tentando contribuir para a compreensão desses aspectos da história das finanças públicas do país, este livro procura analisar, na história do Estado brasileiro, a hipótese de causalidade entre o endividamento público e o crescimento econômico e sintetizar a história da dívida pública no Brasil, de 1822 a 2004, com base na historiografia dominante sobre o tema e nos dados e documentos históricos mais relevantes e difundidos. Essa síntese foi feita também no sentido de dar um elemento adicional à análise sobre a relação entre dívida pública e crescimento econômico, por uma perspectiva de análise histórica, complementando a análise econométrica.
14.

A figura do herói antigo nas crônicas medievais da Península Ibérica (século XIII e XIV)

(eISBN:9786557144893)
Autor(es): Almeida, Simone Ferreira Gomes de
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2012
Sinopse: Por ser o herói uma construção determinada a partir das necessidades de sua época, ele se torna um ser extremamente singular e insubstituível. O processo de criação e apropriação da figura heróica que emerge dos textos da Península Ibérica dos séculos XIII e XIV é o objeto deste livro de Simone Ferreira Gomes de Almeida. A autora parte das antigas técnicas mnemônicas, que indicavam o uso de determinados símbolos como método de despertar a memória, para chegar à Idade Média. Na Antiguidade, ela demonstra, as melhores imagens que se podia evocar para recordar vícios e virtudes eram as dos deuses e heróis, como reza o texto conhecido como Dialexeis (400 a.C.). Almeida mostra que, na Idade Média, as figuras mitológicas são retomadas da Antiguidade para lembrar o que fosse considerado virtuoso, bom e verdadeiro, agora de acordo com a ética cristã. Dessa forma, deveriam transmitir o conhecimento que Deus proporcionou aos homens, ou seja, a salvação, a santidade e a vida eterna. Como os escritos antigos não se adequavam ao gosto do tempo e a seus valores, os cronistas medievais da Península Ibérica dos anos 1200 e 1300 decidiram revitalizá-los, reformando-os como fonte da verdade divina. As antigas figuras da mitologia passaram, então, a lembrar à sociedade que os vícios eram o caminho para o Inferno e as virtudes, para o Paraíso. Assim, a construção da figura do herói dos medievais, de acordo com a autora, levou em conta inclusive os interesses dos escritores das cortes ibéricas de enaltecer o homem que deixasse sua marca não apenas na sua geração, mas também nas posteriores. Ela escreve: “Tendo em vista que, assim como o herói clássico alcançou a sobrevivência da sua fama através dos séculos na memória coletiva, os cronistas dos séculos XIII e XIV desejaram alcançar a mesma glória para sua dinastia através da construção de linhagens forjadas, que procuravam afirmar ainda mais devido ao propósito da centralização do poder na Península Ibérica”.
15.

Bárbara Vasconcelos de Carvalho e o ensino da literatura infantil no Brasil

(eISBN:9786557144824)
Autor(es): Oliveira, Fernando Rodrigues de
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2013
Sinopse: Fernando Rodrigues de Oliveira busca neste livro captar e analisar um momento marcante da história da literatura infantil no país, examinando a história tanto da produção literária nesse campo quanto do desenvolvimento de teoria e crítica específicas. O autor faz o foco no estudo o Compêndio de literatura infantil (1959), de Bárbara Vasconcelos de Carvalho (1915-2008), professora e escritora nascida na cidade baiana de Alagoinhas, que produziu uma expressiva obra literária e didática. Ele explica que voltou a atenção para o manual porque, entre outros motivos, ele reúne um conjunto de saberes relativos à literatura infantil considerados necessários para a formação do professor primário no momento histórico em que foi publicado e utilizado. E ainda porque a obra serviu à época não somente como livro didático, mas também como fonte de teorização sobre literatura infantil que se tornou referência para autores de manuais sobre o mesmo assunto. Reconstituindo a história de uma faceta da educação nos anos 1950, o autor aborda diversas questões relacionadas ao ensino da literatura infantil, como manuais e autores, discorre sobre a vida e a obra de Bárbara Vasconcelos de Carvalho, dimensionando sua importância no contexto da pedagogia, e analisa a formação dos professores primários na época da publicação do Compêndio.
16.

Retórica à moda brasileira: transições da cultura oral para a cultura escrita no ensino fluminense de 1746 a 1834

(eISBN:9786557144909)
Autor(es): Duran, Maria Renata da Cruz
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2013
Sinopse: Nas palavras da autora, o estudo seguiu “um impulso de explicar, por um lado, o modo de ser do brasileiro, seu gosto pela conversa fiada, suas silabadas políticas; e, por outro, de descobrir a genealogia dos sistemas acadêmicos luso-brasileiros, revelando o fraco dos intelectuais tupiniquins pelo louvor, pela exibição pública, pela esgrima das palavras”. A pesquisa, porém, levou a autora a investigar e analisar a instrução de caráter retórico ministrada desde o tempo do Marquês de Pombal e seus reflexos no Brasil sob Pedro I. O período é balizado por duas obras relevantes para a história das relações escolares no país: O verdadeiro método de estudar, de Luís Antônio Verney, de 1746, base teórica para a reforma na instrução lusófona, e as Lições elementares de eloquência nacional para uso da mocidade de ambos os hemisférios, de Francisco Freire de Carvalho, de 1834, que uniformizaram o ensino da retórica no Brasil. Por meio de um texto claro e com pitadas de bom humor, a autora revela a importância que o ensino da retórica teve no uso da língua portuguesa, na medida em que a matéria contribuiu no estabelecimento de regras comuns para o idioma e influenciou a formação de “um conjunto de palavras comuns e de um jeito de falar peculiar que, depois, chamou-se de brasileiro”. A partir desse quadro, a historiadora analisa como a cultura oral marcada pela retórica transferiu-se para a cultura escrita, representada pela imprensa da época, e de que forma fomentou o gosto pela leitura e pela escrita no Rio de Janeiro da época.
17.

Guia para as palmeiras do nordeste do Brasil

(eISBN:9786589524960)
Autor(es): Noblick, Larry R.
Editora: UEFS Editora
Idioma(s): Português
Ano: 2019
Sinopse: Esse volume faz parte dos produtos técnico-científicos da Rede Pindorama (Proc. 407717/2013-7), que é uma iniciativa fomentada pelo CNPq via RENORBIO (Chamada 79-2013) para o desenvolvimento de redes de cooperação de instituições e pesquisadores. Na Rede Pindorama, foram integrados cinco propostas pesquisa, todas com o tema principal no uso e no aproveitamento dos recursos das palmeiras (Arecaceae). A Rede também possibilitou a formação de recursos humanos em todos os níveis e envolveu instituições de todos os estados do Nordeste, com participação de outras instituições nacionais e até uma do Estados Unidos da América (Montgomery Botanical Center). A Rede Pindorama teve a coordenação geral a cargo do Prof. Francisco de Assis Ribeiro dos Santos da Universidade Estadual de Feira de Santana.
18.

Da feminilidade oitocentista

(eISBN:9786557144831)
Autor(es): Verona, Elisa Maria
Editora: Editora UNESP
Idioma(s): Português
Ano: 2013
Sinopse: O objeto desta obra de Elisa Maria Verona são os impactos das mudanças sociais sobre a condição feminina durante o Império de D. Pedro II, provocadas pela chegada da corte portuguesa ao Rio de Janeiro no início do século 19. A partir desse período, a cidade avança num processo intenso de urbanização, que inclui ruas calçadas, iluminação a gás, bondes, teatros, bailes, passeios públicos e repercute também nos hábitos e costumes do carioca, que passa a se familiarizar com os padrões europeus. Nesse cenário, nota a autora, alargou-se a paisagem social de “muita iaiá brasileira” e papéis mais tradicionais atribuídos à mulher foram recolocados. Isso porque a mulher tinha – e esta é a hipótese central da pesquisa – um papel a desempenhar no novo ambiente social que surgia. A mulher carioca abastada, conta Verona, abandonou a reclusão, passou a vestir-se e portar-se com mais elegância e procurou apurar “as prendas de espírito”. Esse comportamento veio a reboque da disposição de uma elite formada nas universidades de instruir seus moradores, algo que considerava fundamental para o processo civilizatório da nação. A autora examina o que se esperava da mulher nessa nova configuração social e aborda, ainda, o modo como a medicina da época forjou o espaço de legitimadora da verdade acerca da saúde dos indivíduos, analisando também como os textos médicos descreviam a mulher. A obra lança um olhar abrangente sobre as transformações então em curso sob diversos aspectos, como a relação entre o projeto de instrução da população carioca e as ações que objetivavam a construção do Estado imperial brasileiro, e a literatura oitocentista, outro fator importante para a construção de uma nação “mais civilizada”.
19.

O canto do lobo: reflexões sobre a obra de António Lobo Antunes

(eISBN:9788555921063)
Organizador(es): Valverde, Tércia Costa; Cabral, Thaíla Moura
Editora: UEFS Editora
Idioma(s): Português
Ano: 2022
Sinopse: O título “O canto do lobo: reflexões sobre a obra de António Lobo Antunes” é uma alusão à vastidão do conjunto da obra de António Lobo Antunes, consagrado escritor português contemporâneo, que encanta o público leitor através das falas melódicas de seus personagens que, poeticamente, fascinam a todos nós.
20.

Curta-metragem na sala de aula: multiletramento e sequência didática

(eISBN:9788555921070)
Autor(es): Vasconcelos, Francisco Fábio Pinheiro de; Silva, Eliene Ramos da
Editora: UEFS Editora
Idioma(s): Português
Ano: 2022
Sinopse: Este livro tem como foco o aprimoramento da competência leitora dos estudantes através da linguagem verbo-audiovisual por meio das narrativas fílmicas do gênero curta-metragem.
Resultados 1 - 20 de 2.006